banheiro / lavabo,  DECORAÇÃO,  Reformar

Reforma do banheiro: o que é melhor, cortina ou box de vidro?

Não precisou de muito tempo de uso do meu banheiro reformado, em que instalei um box de vidro, para perceber que a cortina é a melhor opção.

Sou eu quem limpo a minha casa e vou dizer a vocês: a limpeza do vidro dura somente até o próximo banho. Os componentes da água, o shampoo, os cremes, o sabão, a gordura corporal, ficam grudados no vidro. E o acúmulo disso tudo, banho após banho, vira um pesadelo na hora de limpar.

Mas calma lá que ainda tem mais história antes dessa percepção ter acontecido.

Como o box de vidro é uma ideia já socada pelo mercado na cabeça de quem reforma, como se ele fosse o upgrade da cortina, e como se esta fosse coisa do passado, não nos restava dúvidas de que instalaríamos um box de vidro. Eu queria um com efeito jateado para ter um pouco de privacidade – durante aquele banho de cachorro em que a gente dá uma leve chorada e não quer ficar dando satisfação a ninguém ou durante o momento dos cuidados femininos – além de ajudar a esconder a sujeira do “box por limpar”. Mas meu marido queria enxergar o banheiro como um todo. Dizia “eu tô reformando o banheiro então quero ver o banheiro bonito por inteiro depois”. Como já tinha decidido sobre muitas coisas, decidi que desta vez ele iria decidir. Box de vidro transparente, então.

Mas em qual modelo?

Eu queria muito o modelo com roldanas aparentes. Não gosto de nada escondido, embutido, que deixa tudo mais difícil de ser limpo – eu sempre, sem-pre, penso na questão da limpeza. E realmente achava bonito o modelo das roldanas aparentes.

Pesquisamos bastante os preços em Porto Alegre, com a instalação incluída, e optamos pela empresa que oferecia o valor mais barato. Bem mais barato. Alguns dias depois, ainda dentro do prazo de entrega, o cara que nos atendeu liga e conta uma história de que a fábrica não tinha aquele modelo e por aí vai. E nos deixou a ver navios, sem romper com o acordo ou estabelecer um novo prazo de entrega.

Achamos que o cara se deu conta do preço que tinha nos passado, abaixo do mercado, e desistiu do negócio. Então nos restava partir para outra loja. Só que não queríamos pagar de jeito nenhum o valor “usual” de um box com roldanas aparentes. Então começamos a repensar a escolha e a enxergar com novos olhos os outros modelos. Este é aquele momento em que percebemos que, de uma maneira torta, a nossa vida começa a andar nos trilhos certos. Parecia que era pra ser. Comecei a me dar conta de que o modelo das roldanas aparentes nada tinha a ver com o nosso banheiro. Adoro linhas retas, design simples, visual limpo, tudo que aquele modelo de alumínio tradicional oferece, e que foi o escolhido.

Olhando depois de pronto, parecia que era pra ser.

Era um sinal de que o box de vidro com roldanas aparentes não era pra gente. Quando seguimos nosso sexto sentido, quando aprendemos a ler e a respeitar os sinais, as coisas acontecem do melhor jeito pra gente. E ficou muito melhor mesmo.

Na esquerda, o banheiro com a parte dos pedreiros terminada, faltando a bancada e o box. Mantivemos o varão e a cortina de sempre para podermos tomar banho até a instalação do box de vidro, finalizada na foto da direita.

Mas daí veio o dia a dia…

Pois então, depois de escolhido, instalado e usado, e sujado e limpado, e sujado logo em seguida, comecei a ter saudades da cortina e a pensar: se tivesse que reformar um banheiro de novo, investiria em uma cortina. Há tantos modelos legais por aí. Estampados, lisos, de tudo que é cor. Até transparentes, se for o caso. E a limpeza pode ser feita no box mesmo ou no tanque, apenas retirando a peça do varão. E quando não der para limpar, nem você, nem as visitas enxergam a sujeira. A cortina ainda pode ser o grande detalhe do banheiro, sem necessitar de outros esforços decorativos, podendo ser trocada de acordo com o nosso humor, fase ou a estação do ano – desculpas não faltam pra gente experimentar.

Separei alguns modelos de cortinas que encontrei em uma pesquisa na Internet.

Não tem erro com listradinho em preto e branco. E acho que com mamões também não. Fotos: Maison de Pax e Urban Outfitters

 

Transparência que não esconde o papel de parede de folhas. O xadrez preto e branco é outro que me ganha. Fotos: FS Girl By Day e Jillian Harris

 

Pêssegos e mais listras. Fotos: Urban Outfitters e My Scandinavian Home

 

Preto e branco é do que eu gosto, não tem jeito. Aqui em versões de linhas e folhas. Adoro. Fotos: Shopswell e Apartment Therapy

 

Há também as cortinas icônicas do mundo das séries, como a do banheiro do Sheldon e do Leonard, em The Big Bang Theory – das séries que mais gosto.

 

Então, minha gente, esta é uma das coisas que teria feito diferente durante a reforma do meu banheiro: optar por uma cortina. Talvez começar a pensar na decoração a partir dela se já tivesse um modelo escolhido. É claro que o que contei aqui foi a minha experiência. Cada um deve avaliar as suas necessidades e prioridades e, até mesmo, experiências passadas para uma escolha certeira. E, às vezes, é só desse jeito mesmo que a gente acerta: na tentativa e erro.

Lembrando que há outros materiais para boxes de banheiro além do vidro, como plásticos e acrílicos, bem mais em conta que o de vidro. Pesquise, analise, pense bem e boa reforma.

E no teu banheiro, tem box de vidro ou cortina? Qual você prefere? Escreve aí nos comentários.

Para ver o antes e depois do meu banheiro reformado, clique aqui.

Fotos do meu banheiro e texto: Juciéli Botton para Casa Baunilha | Demais fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *