• DECORAÇÃO,  Reformar

    Foi difícil: 5 demãos para cobrir o cinza das paredes da minha sala

    Foi mais difícil do que pensei. Achei que cobrir um dos cinzas mais claros da face da terra das tintas seria moleza. Cinco demãos. Cin-co demãos.

    Minha sala estava com a cor de tinta Tubarão Branco, um cinza suave. Claro que a intensidade da cor depende de quantas demãos se dá e da concentração, mas o cinza em si não era escuro.

  • DECORAÇÃO,  Reformar

    Como pintar a porta do teu apê antigo

    Se tem um design de porta que podemos chamar de tradicional, uma vez que é encontrado em nove entre dez apartamentos antigos, é o que apresenta baixos-relevos entalhados na madeira – entre cinco e seis – com chanfros. É o caso da minha porta e, também, da porta da casa do Chris.

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Reformar

    Os outros programas gringos de decoração e reforma a que assisto – e seus problemas

    Na publicação anterior, contei quais eram os meus dois programas de reforma e decoração preferidos. É claro que não acompanho apenas dois, já que o mundo desse tipo de entretenimento é maior que o nosso próprio mundo. Então trago agora uma lista dos outros programas aos quais também gosto de assistir, mas que apresentam alguns aspectos que não me agradam, que chamei de problemas, e por isso não entraram para a lista dos meus programas de renovação de casas favoritos. Vamos a eles:

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Reformar

    Os 2 programas gringos de decoração e reforma mais incríveis

    Programas sobre reforma e decoração são como praga, têm aos montes. Gringos, então, dominam a praça, em diversos tipos e formatos. Tem os que só reformam fachadas, outros só banheiros ou quintais, tem os dos irmãos gêmeos, tem o das casas pequenas, tem os das cidades do interior, os de desafios, como amar ou deixar a casa e tantos outros.

    Eu assisto a muitos deles, pois há uma grande parte que é boa. E quando considero boa quero dizer que podemos tirar algumas lições e aplicar nas nossas renovações em casa.

  • DECORAÇÃO,  Reformar

    Sobre reformas gentis

    Enquanto visitava apartamentos com a minha irmã, para alugar, me deparei com estes azulejos da foto e meu corpo resgatou a sensação que tive em 2018, quando entrei pela primeira vez no banheiro do apartamento em que fiquei em Florianópolis, Santa Catarina.

    Lembro de ser surpreendida pelos azulejos de flores rosadas, aplicados até uma certa altura da parede – o resto era pintura. As flores não eram impressões baratas, mas louça esmaltada de verdade. O balcão não era grande coisa, detonadinho mas, acima dele, um armário espelhado, três portas, exatamente igual ao que tinha no meu banheiro, antes da reforma.

    Deu uma saudade do meu armarinho… junto com uma sensação de soco no estômago de que a reforma que fiz no banheiro do meu apê tinha sido muito drástica. Parecia que podia sentir a dor do cômodo.

  • banheiro / lavabo,  DECORAÇÃO,  Reformar

    Reforma do banheiro: o que é melhor, cortina ou box de vidro?

    Não precisou de muito tempo de uso do meu banheiro reformado, em que instalei um box de vidro, para perceber que a cortina é a melhor opção.

    Sou eu quem limpa a minha casa e vou dizer a vocês: a limpeza do vidro dura somente até o próximo banho. Os componentes da água, o shampoo, os cremes, o sabão, a gordura corporal, ficam grudados no vidro. E o acúmulo disso tudo, banho após banho, vira um pesadelo na hora de limpar.

    Mas calma lá que ainda tem mais história antes dessa percepção ter acontecido.

    Como o box de vidro é uma ideia já socada pelo mercado na cabeça de quem reforma, como se ele fosse o upgrade da cortina, e como se esta fosse coisa do passado, não nos restava dúvidas de que instalaríamos um box de vidro. Eu queria um com efeito jateado para ter um pouco de privacidade – durante aquele banho de cachorro em que a gente dá uma leve chorada e não quer ficar dando satisfação a ninguém ou durante o momento dos cuidados femininos – além de ajudar a esconder a sujeira do “box por limpar”. Mas meu marido queria enxergar o banheiro como um todo. Dizia “eu tô reformando o banheiro então quero ver o banheiro bonito por inteiro depois”. Como já tinha decidido sobre muitas coisas, decidi que desta vez ele iria decidir. Box de vidro transparente, então.

  • DECORAÇÃO,  Reformar

    Reforma da cozinha | Prateleiras de pínus

    Eu ainda vou compartilhar todo o processo de reforma da minha cozinha, como a pintura dos azulejos e o balcão sob medida. Mas como as prateleiras ficaram prontas, achei que já podia compartilhar essa transformação que tanto mudou a cara da minha cozinha e até o meu comportamento, me ajudando a ser mais organizada, mesmo que a reforma ainda não tenha terminado.

     

    Eu já tinha feito um test drive com prateleiras antes destas definitivas. Porque se tem uma coisa que morar em um apê pequeno me ensinou é que quanto mais espaço temos, mais acumulamos objetos. E quando escondidos em armários, nem lembramos que existem. Então eliminei o armário aéreo que existia e instalei prateleiras para que utensílios e mantimentos fossem visualizados.

  • DECORAÇÃO,  Reformar

    Escolhendo a cor do piso do banheiro: não vá de branco

    Bom, o título do post já disse tudo que eu tinha para falar sobre piso branco. Então, é isso, gente.

    Claro que estou brincando. Há muito o que ponderar e decidir sobre o revestimento do piso do banheiro, o que serve também para a cozinha em se tratando de piso frio. Pois bem, já vimos no post sobre espessura que precisamos escolher placas de qualidade e não muito finas a ponto de não oferecerem resistência. E também vimos no post sobre rejunte que podemos escolher placas que pedem o mínimo de rejunte possível, o que facilita e muito a vida no dia a dia.

     

     

    Agora, acompanhem comigo alguns caminhos que muitos de nós usualmente escolhemos:

    • “Vou usar o mesmo revestimento das paredes no piso, para padronizar e baratear”
    • “Vou fazer tudo branco, piso e paredes, para o espaço ficar amplo e claro”

    Vamos, então, por partes:

    No chão deve ser aplicado um revestimento próprio para pisos. Nem tudo que vai nas paredes vai bem também no piso. Azulejos de formato tradicional, por exemplo, não trarão resistência se aplicados no piso, onde há tráfego de pessoas e onde coisas pesadas caem. Acho que eles não aguentam nem a pressão de um salto alto caso o contrapiso não esteja bem nivelado.

    Seguindo o mesmo raciocínio, na parede deve-se aplicar revestimentos próprios para ela. Há porém, produtos que são colocados no piso e que também podem cobrir as paredes. Geralmente, na loja, o mostruário de revestimentos informa para que áreas o produto é indicado. Fique atento a essas informações.

    Você pode criar um banheiro branco, nas paredes e no teto, se assim desejar. Mas, para o piso, eu aconselharia qualquer outra cor, menos branco.

     

    Por que não branco?

    1) Porque qualquer fio de cabelo, um fiapo qualquer, fica totalmente evidente no piso branco e, mesmo que você tenha acabado de limpar, se cair um único cílio vai parecer que o banheiro todo está sujo.

    2) Porque qualquer pingo d’água, por menor que seja, dá início ao processo de transformação do seu banheiro numa poça de lama. Você pisa com um calçado num pingo d’água e pronto, tá feita a desgraça.

  • DECORAÇÃO,  Reformar

    Escolhendo o revestimento do banheiro: espessura da placa

    Quando realizei a primeira grande reforma da vida do meu apartamento, e da minha, confesso que tive mais sorte do que juízo. Escolhi os materiais conforme as informações que eu já tinha (e que não eram poucas) só que, somente na hora do vamos ver é que me deparei com várias variantes, digamos assim. Então, quero compartilhar com vocês, em uma série de posts, todos os aspectos que precisamos levar em conta para a escolha dos materiais da obra, a começar pelos revestimentos de piso e parede, especificamente para áreas molhadas, como banheiro e cozinha, que são os azulejos, os porcelanatos e as pedras. Já, de cara, neste primeiro post sobre a escolha do revestimento, vou falar de uma característica dele que pode arruinar funcionalidades do seu espaço. É pra você entender de vez a importância de levar em consideração todos os aspectos e parar de achar que é tudo uma questão de escolher se vai ser branco ou estampado. Então, hoje, vamos falar da espessura das placas.

     

    E S P E S S U R A

    Quanto mais espessura, quanto mais profundidade a placa tem, mais resistente ela será. Porém, há revestimentos tão grossos que, ao final da obra:

    • duas pessoas podem não conseguir mais ocupar a mesma área que antes podiam, juntas;
    • pode não ser mais possível abrir as janelas de alavanca;
    • o nível do piso novo pode ficar acima do nível do piso que faz fronteira com ele.

    O primeiro e o terceiro problema aconteceram no meu banheiro.

     

    Deitei uma placa sobre a outra para você comparar as espessuras de 4 dos revestimentos existentes no mercado. O azulejo é, sem dúvida, o mais fino e, consequentemente, o que ocupa menos centímetros da área útil do seu ambiente. Lembrando que há placas de porcelanato de espessuras variadas. O da foto eu usei na reforma do meu banheiro.

     

    Os problemas:

    Espaço reduzido | Antes, no banheiro, meu marido podia escovar os dentes em frente ao espelho que eu conseguia passar atrás dele ainda. Hoje, depois do banheiro reformado, isso não é possível. Claro, um outro fator que impede é que agora tem uma porta abre e fecha de verdade – antes era o modelo sanfona – e ela ocupa alguns centímetros quando aberta. Mas, de qualquer forma, nosso espaço vai sempre perder medidas quando trocarmos os revestimentos antigos por novos mais encorpados. Só a argamassa já rouba alguns bons milímetros.

    Janela que não abre | Eu pesquisei na internet e encontrei alguns relatos de pessoas que fizeram reforma em suas cozinhas e banheiros e que, depois de tudo concluído, não conseguiam mais abrir as janelas de alavanca. Como a altura do parapeito aumenta com a colocação de um porcelanato de espessura mais alta, não há como baixar a alavanca até o fim. As pessoas, inclusive, se machucam, esmagando a mão. Mas você não precisa “abrir mão” do revestimento que você adorou

  • DECORAÇÃO,  Reformar

    Escolhendo a cor do rejunte

    O rejunte é o responsável por impermeabilizar a área em que ele é aplicado. O porcelanato e o azulejo fazem escorrer a água e é o rejunte de boa qualidade e bem colocado que deve evitar que a água se infiltre entre as placas. Só que uma vez que inventaram o rejunte pigmentado, ou seja, colorido, temos mais decisões a tomar.

    Parece uma bobice que você tenha de se preocupar com isso – claro, se você curte escolher os materiais e participar ativamente do processo. Mas acredite, ele faz toda a diferença no quesito qualidade e no quesito cor também. Afinal, vamos olhar pra ele tipo, por quase o resto das nossas vidas. Visualmente falando, ele pode colocar tudo a perder se não der match com o material que você escolheu para revestir piso e paredes.

    Em termos de cores, eu vejo 3 aspectos que podem influenciar na escolha: luminosidade, efeito visual e manutenção.

     

    L U M I N O S I D A D E

    Observem comigo este antes e depois do meu banheiro, durante o processo de reforma.

     

     

    À esquerda, as placas de porcelanato estavam assentando e o rejunte ainda não tinha sido colocado. Na direita, o rejunte já aplicado. Notem como o ambiente clareou bastante apenas com a aplicação do rejunte. Então podemos concluir que o espaço ficaria mais escuro com um rejunte escuro. Ou seja, pessoal, precisamos avaliar se o espaço necessita de mais luminosidade ou não para, então, escolher a coloração do material.

     

    E F E I T O  V I S U A L

    Separação | Quando se aplica um rejunte de cor contrastante com a da placa (por exemplo: azulejo preto e rejunte claro, ou o contrário), o que acontece é a separação dessas peças. Passamos a enxergar cada placa como uma unidade separada das placas vizinhas. É o que dá aquele efeito tijolinho no caso de peças menores como os azulejos.