• DECORAÇÃO,  Tours

    Quem ama o branco, uma cor lhe parece

    Muitas pessoas não consideram o branco uma cor, nas mais variadas situações. Elas olham e pensam mas não vai ter cor?, mas vai ficar vazio assim? Algumas publicações atrás, listei os programas de reforma e decoração que considerava mais interessantes. Pois esta casa de campo, ou casa de fim-de-semana ou, ainda, como os americanos costumam chamar, “cabana”, pertence à Leanne Ford, a designer de interiores do programa que eu mais gosto, o Reforma dos Sonhos com os Irmãos Ford. Ela adora pintar tudo de branco e usar madeira e elementos vintage – tem combinação melhor? Acredite, branco é cor, sim, é presença de pigmento, sim. E se esta casa não te convencer, não sei o que mais poderá.

  • DECORAÇÃO,  DIY

    DIY: Porta-canecas de madeira reaproveitada

    Depois de finalmente pendurar minhas canecas, comprovei o que já suspeitava. Canecas penduradas não são penduradas por estética, mas porque é a melhor coisa que podemos fazer no que diz respeito à organização da cozinha e porque as canecas têm sua utilidade potencializada ao nível máximo.

    Sempre que eu tinha que pegar uma caneca ficava com receio de derrubar o que estava em frente na prateleira, até mesmo uma outra caneca – porque em casa a gente tem uma preferida para cada bebida.

  • DECORAÇÃO,  Tours

    A casa da atriz Dakota Johnson

    O universo das revistas de decoração, há tempos, enfrenta transformações drásticas, com a extinção de vários títulos. Praticamente ninguém mais compra revistas de decoração, uma vez que temos à disposição aplicativos com milhares de imagens de casas incríveis.

    Mas por ser uma apaixonada por artes gráficas e impressos, não posso deixar de sentir um saudosismo ao lembrar da minha revista de decoração favorita: a AD, Architectural Digest. Mas a da Espanha. Não há nada igual à revista AD espanhola. As casas mais incríveis, lindas, criativas e mirabolantes estão lá. Na verdade, o saudosismo é mais pelo tempo em que eu comprava, numa banca do Centro Histórico de Porto Alegre que não existe mais, pois a revista ainda existe. Como é importada, eu só comprava as dos meses anteriores. De R$49,90, saía por R$5. O mundo dos usados é um lugar maravilhoso para se frequentar.

  • Curitiba,  DECORAÇÃO,  Decorar,  Paraná,  Por aí

    Um café da manhã e uma curadoria de decoração surpreendente em Curitiba

    Esta história é daquelas que começa mal mas termina bem. Ou, para quem acredita, é daquelas que porque os personagens estavam na pior, algo bom veio na sequência. Ou, ainda, daquelas em que as coisas acontecem por algum motivo, no melhor estilo “era para ser”.

    Eu estava com meu marido em Curitiba e cedo da manhã iríamos embora da cidade. O plano era simplesmente entrar no carro e se mandar, sem mais nenhuma atividade por lá. Só que passamos por um perrengue tão infeliz na noite anterior, que acordamos no dia seguinte com o sentimento de: nós merecemos tomar um bom café da manhã num lugar legal. Não entrarei em detalhes, apenas direi que foi a única vez em que entrei em um supermercado e saí com dois litrões de Coca-Cola (pois não tomo refrigerante, muito menos Coca-Cola) para desentupir a privada do apartamento que alugamos. Que fique claro que foi ideia do proprietário.

  • DECORAÇÃO,  Decorar

    Capim-dos-pampas, o astro do Pinterest, pode ser encontrado em beira de estrada, de graça

    Há tempos notei que o capim-dos-pampas, aquela planta que lembra um espanador, voltou à moda na decoração, que o digam Pinterest e Instagram. E falei “voltou” porque lembro da minha tia Claudia, nos anos 1990, se embrenhando pelos matos na beira das estradas para arrancar a planta e colocar em vasos para decorar a sala. Tinha um vaso na casa da minha avó, grande, daqueles de chão, onde a tia colocava as “plumas”, como a planta também é conhecida.

    Na minha última passagem pela serra do Paraná, vi muito dessa planta na beira da estrada. Lembrei de registrar e postar, pois vai que nem todo mundo sabe que pode conseguir de graça? Não sei quanto está o galho hoje em dia, mas se está em alta visualmente, então o preço deve estar na mesma altura.

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Reformar

    Os outros programas gringos de decoração e reforma a que assisto – e seus problemas

    Na publicação anterior, contei quais eram os meus dois programas de reforma e decoração preferidos. É claro que não acompanho apenas dois, já que o mundo desse tipo de entretenimento é maior que o nosso próprio mundo. Então trago agora uma lista dos outros programas aos quais também gosto de assistir, mas que apresentam alguns aspectos que não me agradam, que chamei de problemas, e por isso não entraram para a lista dos meus programas de renovação de casas favoritos. Vamos a eles:

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  sala / estar

    A importância do contraste na decoração

    É uma característica da minha casa estar sempre mudando e é algo que já entendi. Porque mudo. Na medida em que amadureço, as ideias que tinha sobre a vida e preferências já não governam mais a minha cabeça e dão lugar a outras. Somente a minha apresentação no blog eu já perdi as contas de quantas vezes reescrevi – fica na barra lateral para quem acessa em tela grande, ou lá no final para quem vê por celular, ou na parte SOBRE do menu. Não mudar é, no mínimo, duvidoso. Algo não vai bem.

    E se teve um canto da minha casa que se modificou muito, e por muitas vezes, foi o da TV. Tenho o rack que fiz no estilo faça você mesmo, suspenso e instalado acima da TV, o que liberou o móvel que fica abaixo dela. O décor deste móvel já mudou horrores. Embora sempre satisfeita com as mudanças, aquela sensação de que alguma coisa ainda faltava nunca me deixou. E o que faltava eram, exatamente, algumas noções sobre CONTRASTE.

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Reformar

    Os 2 programas gringos de decoração e reforma mais incríveis

    Programas sobre reforma e decoração são como praga, têm aos montes. Gringos, então, dominam a praça, em diversos tipos e formatos. Tem os que só reformam fachadas, outros só banheiros ou quintais, tem os dos irmãos gêmeos, tem o das casas pequenas, tem os das cidades do interior, os de desafios, como amar ou deixar a casa e tantos outros.

    Eu assisto a muitos deles, pois há uma grande parte que é boa. E quando considero boa quero dizer que podemos tirar algumas lições e aplicar nas nossas renovações em casa.

  • antes e depois,  DECORAÇÃO

    Antes e depois: Mural de inspiração

     

    Esta transformação de ambiente tem muito daquele slogan de marca de esportes: apenas faça. Eu vinha adiando o mural de inspiração – que deveria ficar acima da mesa onde crio as peças em cerâmica – porque “precisava” de uma tela de ferro usada em construção que nunca encontrei em lugar nenhum do jeito que eu queria. Como o espaço é grande, pediria para cortar neste tamanho personalizado, e penduraria as referências e inspirações com pequenos prendedores que imitam os de varal de roupas – tenho eles aos montes e já uso no meu outro mural próximo ao computador, com lembretes e listas.

    Na medida em que o tempo passava, fui pensando: essa tela aí, não encontro nunca, e depois eu teria que fazer furos na parede que faz divisa com o banheiro para pendurá-la… e já não aguento mais olhar para este canto sem graça… Ah, quer saber, vai de fita adesiva mesmo e era isso.

  • DECORAÇÃO,  Reformar

    Sobre reformas gentis

    Enquanto visitava apartamentos com a minha irmã, para alugar, me deparei com estes azulejos da foto e meu corpo resgatou a sensação que tive em 2018, quando entrei pela primeira vez no banheiro do apartamento em que fiquei em Florianópolis, Santa Catarina.

    Lembro de ser surpreendida pelos azulejos de flores rosadas, aplicados até uma certa altura da parede – o resto era pintura. As flores não eram impressões baratas, mas louça esmaltada de verdade. O balcão não era grande coisa, detonadinho mas, acima dele, um armário espelhado, três portas, exatamente igual ao que tinha no meu banheiro, antes da reforma.

    Deu uma saudade do meu armarinho… junto com uma sensação de soco no estômago de que a reforma que fiz no banheiro do meu apê tinha sido muito drástica. Parecia que podia sentir a dor do cômodo.