• antes e depois,  banheiro / lavabo,  DECORAÇÃO,  Decorar,  Reformar

    Antes e depois: meu banheiro reformado

    Meu banheiro, depois de anos de infiltração – somando os que eu aluguei o apê e mais alguns como proprietária – não pode escapar de uma reforma total. Eu sou muito a favor das obras limpas (conceito que estou aplicando na minha cozinha), que reaproveitam os materiais e quebram menos possível ou nada. Mas o meu querido aqui estava literalmente caindo aos pedaços, principalmente na parte do box. Os azulejos, estufados em ângulos de quase 45 graus, podiam cair a qualquer momento. E os dois ambientes que dividem as paredes com ele sofriam com as infiltrações e o mofo.

     

     

    Antes de qualquer coisa, preciso dizer que eu tinha uma ideia visual para o banheiro que acabou não acontecendo. Então ele ficou assim, como estamos vendo mas que, de qualquer forma, gostei do resultado também. Eu explico. Eu queria um banheiro super urbano, com cara de ambiente reaproveitado e com mix de texturas. Imaginem, no lugar dos azulejos verdes, textura de cimento queimado, bem manchado, tipo um viaduto mesmo. Era essa a minha ideia inicial: de um lado, porcelanato que imitasse pedra (pois verba para pedra de verdade não trabalhamos) e, do outro, na parte das louças e do espelho, a textura de cimento, bem manchado.

    Acontece que o pedreiro que contratamos não apareceu no dia combinado porque tinha pego uma outra obra. E depois disso, conforme eu falava com outros profissionais eles me desencorajavam ou diziam que pela umidade do banheiro não seria o ideal, ou eu mesma não levava fé que fariam direito. Algo que parece ser tão simples, um concreto aparente, sem a parte de assentar os azulejos. Bom, quem nunca teve que partir para o plano B ou até outras letras seguintes do alfabeto em se tratando de obra, não é mesmo? Eu comprei o material para a reforma em 2015

  • antes e depois,  Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Antes e depois: casaco oitentinha revisitado

     

    Os anos oitenta foram um período nonsense em termos de vestimenta. É só observar os botões que eram encapados com o mesmo tecido da roupa ou no mesmo tom. O que era isso? A época do combinandinho.

    O que eu quero com este post, além de dizer que adoro os anos 80, pois nasci no meio deles e usei muita coisa que hoje rende muitos apelidos, é reforçar a ideia de que basta uma modificaçãozinha numa roupa pra gente voltar a gostar dela novamente. Isso implica em menos compra, o que joga menos poluentes na natureza (a indústria da moda é a segunda que mais polui, vejam clicando aqui), o que faz você economizar o seu suado dinheirinho, o que faz você vestir um casaco com cara vintage mas com um visual atualizado, o que não te deixa com jeito de esforçado para parecer algo pois ele parece seu desde sempre. E tudo isso faz de você uma pessoa super cool. Adoro roupa vintage, adoro brechó, adoro não parecer um cabide de loja.

    Para transformar o casaco, eu me inspirei nos trench coats que muito circulam por aí em cores “begesadas” e com aqueles botões pretos graúdos. Os botões pretos graúdos foram os responsáveis por ressuscitar o casaco

  • antes e depois,  DECORAÇÃO

    Antes e depois: Fruteira metaleira dos sonhos

     

    Ano passado, enquanto entregava minhas doações em um centro de arrecadação e distribuição, vi uma das partes de uma fruteira, daquelas que ficam suspensas, atirada em um canto. Mas era visível seu potencial. Estava inteira, todas as hastes firmes e ainda soldadas. Não pensei duas vezes. Quando perguntei quanto os guris do centro queriam por ela, me deram de presente, já que eu estava sempre ali fazendo doações. Minha reação foi tipo: feliz que nem pinto no lixo.

    Cheguei em casa sapateando, querendo restaurar e ter logo minha

  • antes e depois,  DECORAÇÃO

    Antes e depois: final feliz para a mesinha de apoio

    Eu adoro os antes e depois pois mostram a transformação de um cômodo ou um objeto, o que é um grande incentivo pra gente fazer a mesma coisa com nossos móveis em vez de sairmos comprando algo que não necessariamente vai dar personalidade à nossa casa.

     

    mesa lateral antes e depois cb12

     

    mesa lateral antes e depois cb3

     

    Esta mesinha com cara de antiga e completamente sem graça teve uma transformação inspiradora, feita pela Brittni Mehlhoff, no site Curbly. Vendo o resultado já começou a brilhar algumas ideias pra eu reformar uma cadeira que comprei em uma loja de usados. Sempre fico em dúvida de que cor e como cobrir materiais metálicos, como

  • antes e depois,  DECORAÇÃO,  Decorar,  home office

    Antes e depois: gaveteiro metálico

    Enxergar o potencial de renovação de um móvel judiado pelo tempo é difícil para muitas pessoas. E quando a peça é de metal, então, com toda aquela ferrugem, a primeira coisa que vem à cabeça é “vou me livrar disso”.

     

    antesedepoiscb13

     

    antesedepoiscbcapa

     

    Mas calma, gente! Pode ser a grande oportunidade DA VIDA de se ter uma peça única, além de bastante útil, como este gaveteiro restaurado pela Jeran McConnel, do blog Curbly. Quem não quer uma peça única? É só reparar, ficou uma graça. E ainda tem outra vantagem mais que maravilhosa no móvel metálico: não é o foco dos cupins!

    Você pode restaurar a peça como quiser, obtendo resultados diferentes. Mas seguindo o passo a passo que a Jeran fez, vamos obter

  • antes e depois,  DECORAÇÃO

    Hall de entrada revitalizado

    Eu aproveitei o feriado do Carnaval para, além de descansar, revitalizar o hall de entrada do meu apartamento. Já que ainda não começamos a obra pesada no apê, eu me entreti dando um trato nesta área do apartamento que nada mais é do que a entrada, onde se tem a porta, só que eu chamo de hall.

    Meu sonho era ter um hall de entrada. E como o apê não tem esta área no seu interior, eu dei um jeito de criá-la fora.

     

    hall-de-entrada-casa-bauniha

     

    Na verdade, a configuração do prédio acabou proporcionando este presente. Esta área da entrada fica resguardada por um muro que circunda a escada. Então, esse muro acaba criando um 

  • antes e depois,  DECORAÇÃO,  Decorar,  home office

    Antes e depois: pequeno home office

    O pequeno closet já existente na casa se transforma em um mini home office, ou um canto para estudos. E ficou, como diria a Hebe, uma gracinha.

     

    blake_ba_7

  • antes e depois,  DECORAÇÃO,  Decorar,  sala / estar

    Da rua para a sala

    Uma peça metálica achada na rua, em ótimo estado, vira a base para este aparador. Dá pra ver que vale a pena caminhar pelas ruas de olho no que se encontra e, principalmente, pensando nas possíveis transformações.

     

    03-estrutura-de-metal-achada-na-rua-vira-aparador-com-tampo-estampado

     

    Como a peça estava em boas condições, só precisou do tampo. De pínus, ele foi lixado e recebeu, em uma ponta, pintura feita com estêncil, formando um padrão, e na outra ponta, um bloco de cor azul, pintado com rolinho.

  • antes e depois,  banheiro / lavabo,  DECORAÇÃO,  Decorar

    Antes e depois: papel de parede dá o tom no banheiro

    ba_ostrichbathroom_2

     

    ba_ostrichbathroom_header

     

    Os quadrinhos presentes no décor anterior já mostravam que os donos queriam ir além no quesito decoração de banheiro. Mas não se imaginava que poderia ir tão longe. Com o padrão diferente do papel de parede, e em preto e branco, os quadros ganharam mais destaque e outros elementos agregaram classe e também descontração no pequeno espaço. Com muito pouco se conseguiu um resultado coerente e com visual de revista de luxo!

  • antes e depois,  DECORAÇÃO

    Antes e depois: cômoda nova em dois toques

    tarva_ba_header1

     

    Aqui no blog nós já vimos várias transformações de móveis. A partir de uma peça usada e com pouco investimento podemos conseguir o efeito de móvel phyno, caro, saído da loja. E quando você estiver em dúvida do que fazer, lembre de uma dica sempre presente aqui na Casa: respeite algumas áreas da madeira original e pinte o restante de branco, lembra? O móvel fica atual, sofisticado e se torna um curinga, podendo ficar em um quarto de adulto, de criança, ou como uma espécie de aparador auxiliar na sala.

    E foi exatamente esta a combinação escolhida para a repaginação de uma cômoda, mostrada no site Design Sponge. Ela tinha uma textura crua (linda) em que apareciam os nós da madeira, além da cor bem característica de móveis sem acabamento.