• antes e depois,  Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Antes e depois: casaco oitentinha revisitado

     

    Os anos oitenta foram um período nonsense em termos de vestimenta. É só observar os botões que eram encapados com o mesmo tecido da roupa ou no mesmo tom. O que era isso? A época do combinandinho.

    O que eu quero com este post, além de dizer que adoro os anos 80, pois nasci no meio deles e usei muita coisa que hoje rende muitos apelidos, é reforçar a ideia de que basta uma modificaçãozinha numa roupa pra gente voltar a gostar dela novamente. Isso implica em menos compra, o que joga menos poluentes na natureza (a indústria da moda é a segunda que mais polui, vejam clicando aqui), o que faz você economizar o seu suado dinheirinho, o que faz você vestir um casaco com cara vintage mas com um visual atualizado, o que não te deixa com jeito de esforçado para parecer algo pois ele parece seu desde sempre. E tudo isso faz de você uma pessoa super cool. Adoro roupa vintage, adoro brechó, adoro não parecer um cabide de loja.

    Para transformar o casaco, eu me inspirei nos trench coats que muito circulam por aí em cores “begesadas” e com aqueles botões pretos graúdos. Os botões pretos graúdos foram os responsáveis por ressuscitar o casaco

  • Crônicas,  Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Só hoje! Lista de presentes que são uma pechincha

    Quem nunca foi interrogado sobre o que gostaria de ganhar de aniversário? Eu nunca sei o que responder porque, na verdade, fico constrangida em dizer no que as pessoas devem gastar. Ou pior, ter que reafirmar que elas tem que me dar alguma coisa. A verdade é que as coisas que eu mais gostaria de ganhar e que me fariam feliz ninguém considera como um presente. As pessoas geralmente acham que ele deve ser algo extraordinário, gastam muito e ainda por cima podem acabar comprando errado. E é mais ou menos como eu penso também quando vou comprar um presente pra alguém. Ou seja, é um mal que aflige a todos nós.

    Então, pra eu não perder a chance de fazer uma lista (adoro fazer listas) e me divertir um pouco com isso, montei um balaio de presentes-pechincha que me fariam muito feliz – com valores que podem variar, claro.

    Camiseta branca – R$ 20,00 | Gente, quem não quer uma camiseta branca? Ela é curinga. Vai com você pra cama na hora de dormir e também pra balada sob uma jaqueta de couro. Ela é a base do guarda roupa cápsula, que constitui o básico do básico do seu armário. Mas não precisa ser aquela baby look esturricada, não é mesmo? Um P, ou até um M, masculino tá ótimo. É vendida desde as Lojas do Aldo até a Hering.

    Buquê de flores – R$ 15,00 | Tem coisa mais linda que um belo arranjo de flores em casa, pra onde você olha toda vez que passa e fica feliz sempre que vê? “Ah, mas vai morrer logo.” Que nada! Será eternizado no Instagram da Casa Baunilha e aqui no blog também. Tá bom pra você? Nas feiras, eles ainda embrulham somente naquele papel pardo, sem aquelas frescuras plásticas. O buquê da foto eu comprei na tradicional feira orgânica de Porto Alegre, a do sábado na Redenção, e custou 15 reais. Amo esse mix com vários tipos de flor.

    Pacote de sabonetes Dov– R$ 12,90 | Ele já é caro por natureza. Nesse período de crise, então, é só isso que ele faz, ficar caro. Então eu adoraria ganhar, sim, com certeza. E rende que é uma beleza: primeiro vai pro guarda-roupa pra perfumar o espaço – sou dessas – e depois vai pro banho.

    r do sol no Guaíba – R$ preço da corrida ou carona | Seria um presentaço você me levar ou pagar o Uber/Cabify/ou o que você costuma usar pra gente ir curtir esse espetáculo da natureza juntos. Se for ali em frente

  • Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Desapega! Da paixão por sapatos ao amor pelo próximo

    DSC_0129

     

    Ai, sapatos! Socorro, o espaço para eles acabou aqui em casa. Mas para tudo há um jeito. No meu caso, dois jeitos. Primeiro, o da organização: acomodei os pares em uma prateleira de metal daquelas para livros. Não que eu tenha trocado o hábito da leitura para o de colecionar sapatos, longe disso. A estante com meus livros queridos vai bem (abarrotada), obrigada. É que este tipo de estante de metal feita para livros costuma ser mais reforçada e não entorta tão facilmente.

    Para proteger o metal usei páginas de um calendário de parede já vencido, com fotos em preto e branco.

  • Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Fausto Puglisi * Verão 2014

    Os italianos sabem das coisas boas da vida. Gastronomia, design, moda. A coleção de estreia da marca própria do estilista Fausto Puglisi não poderia ser mais perfeita. É aquilo em que você bate o olho e se apaixona de cara. Eu quero todos os modelos. Que acerto feliz e, quem diria, combinando estampa refrescante de palmeira com o peso do couro preto, o requinte dos bordados dourados com fivelas grosseiras, modelagens e tecidos leves de silhueta feminina aliados a um quê de Edward Mãos de Tesoura. E no meio desse rock and roll todo, o amarelinho pastel e o azul bebê, junto do vermelho – sim, tem que ter drama.

     

    capa

    Contando assim não dá pra acreditar, né? Mas nós temos fotos AND closes de detalhes! Vejam com seus próprios olhos e cobicem com seus corações.

  • Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Itens básicos do guarda-roupa feminino

    Você abre o guarda-roupa pra escolher o que vai vestir e o que vê pela frente? Pilhas e pilhas de roupa. E ao mesmo tempo, parece que não tem nada. Na hora de montar o look, nada combina, falta aquela blusa básica, aquela calça clássica… Comigo é assim, e conversando com amigas e colegas, também. Tá, 90% da população feminina sofre da síndrome do roupeiro vazio.

    Quando vamos nas lojas, nos encantamos pelas peças diferentes, acreditando que elas vão agregar o look, ou que vão colorir, ou tirar o visual da mesmice. Só que o que falta no nosso guarda-roupa é justamente a mesmice. Por exemplo: antes de adquirir duas calças jeans detonadas, com rasgados e manchas, certifique-se de que você tem pelo menos uma “sem gracinha”, aquela lisa, tradicional. Entende?

    Pra variar, comecei a fazer uma lista com papel e caneta mesmo (é mais uma das tantas listas que ficam rolando pela casa, tenho lista até de estampas que quero ter nas almofadas… mas isso é outro papo – de louco). Comecei com itens pra lá de básicos, tipo regata lisa, calça jeans… Mas daí pensei que a lista não devia contemplar somente itens básicos, mas um guarda-roupas completo para que, dentro dessa completude, eu conseguisse fazer combinações bacanas e, a partir delas, variações com peças diferentes que eu viesse a adquirir mais tarde.

    Pois bem, quero dividir a lista aqui com vocês. Talvez ela possa ajudar nas próximas compras – básicas e não básicas.

     

    Para a parte de cima do corpitcho:

    1. Básicas de verão (preta/ branca/ cinza/ outra cor). 2. Básicas de inverno (preta/ branca/ cinza/ outra cor). 3. Camisa. Há modelos bem femininos, com decotes, mangas meia estação. Tanto de tecidos encorpados como o algodão, pra usar aberta por cima de básicas, quanto tecidos nobres e molengas, soltinhos, pra usar fechada como blusa. 4. Blusa mais elaborada pra sair. Elaborada entenda como de tecido nobre, com algum detalhe, um corte diferenciado. Mas lembre-se: quanto mais discreta, mais chance de usar acessórios, tipo maxi colares, etc. 5. Camiseta com estampa engraçadinha, tipo de super-herói, história em quadrinho, personagem de desenho. 6. Camisa jeans. Pra usar por cima das básicas, da camiseta com estampa divertida. 7. Lã. Troque aqueles blusões de lã grossos e justos por blusas soltinhas de lã mais fina. E que tal um inverno mais claro, sem muitas peças escuras? 8. Cardigan. Liso e de cores neutras vai com tudo. Pode ser mais compridinho pra não cortar a silhueta. 9. Jaqueta jeans, azul! 10. Blazer preto, pra usar por cima das básicas, da camiseta divertida, das blusas pra sair. Deixa qualquer visual mais sofisticado. Compridinho, abaixo da linha da cintura, alonga a silhueta. 11. Jaqueta de couro. Curingão que deixa qualquer look respeitável. 12. Vestido para o dia a dia, para usar no trabalho. PEÇA BÔNUS: As pequenas variações de peças legais. Sugiro camisa sem manga, para o verão comportado na empresa, e blazer cinza para dar folga ao preto de todo santo dia.

     

    Para a parte de baixo:

    1. Calça social preta tradicional, reta. 2. Calça social clara, uma ‘colher de chá’: de corte diferente, com dobras na barra, pra sair do lugar-comum. 3. Short estilo alfaiataria preto. 4. Calça-jeans azul pantalona. 5. Calça jeans azul skinny. 6. Calça jeans escuro e reta. Pra você parecer ajeitada e sofisticada quando a calça social não é o caso. 7. Calça moletom/malha, pra ficar em casa mas que vai até a padaria se for preciso. 8. Saia longa. 9. Saia curta, naquela altura que vai do trabalho ao passeio. Hoje temos os modelos de cintura alta, ficam ótimos com regatas básicas. 10. Short jeans. Prefiro os modelos boyfriend pois não ficam apertados. Vai bem até no inverno com meia calça preta fio 80. 11. Saia jeans. Superfeminina e curinga do verão. PEÇA BÔNUS: calça de veludo, não o molhado, mas o opaco e canelado. Vale verde escuro, vinho, creme, preto. E calça de sarja, nas mesmas tonalidades da calça de veludo. Ambos tecidos mais maleáveis que o jeans, dão aquela folga para a pele, principalmente para quem trabalha muito tempo sentada, como eu.

     

    Calçados, a parte boa (como todas as outras):

    1. Sandália rasteira. Eu já usei muitos modelos abertos no calcanhar. Depois de um tempo, comecei a usar somente as fechadas atrás. Dessa forma, eu sinto que não fica tão informal para o ambiente de trabalho, por exemplo. O pé fica mais fechado, mais elegante, e você não fica com aquela sensação de estar de chinelo, com o pé sujo, haha. 2. Chinelo. Básico para ficar mais fresquinha em casa. 3. Tênis All Star. Pra andar descolada mas sem o desleixo do tênis de academia. 4. Sapatilha preta. TEM QUE TER! Você vai ver, ela estará presente em 92,5% dos seus dias! 5. Bota de couro. Pra passar ilesa por aquela chuvarada, ou pelo pasto… 6. Chinelo de tecido. Pra quem mora no sul, como eu, tem que ter aquele chinelo superconfortável e quentinho pra ficar em casa. 7. Tênis esporte. Ele, assim como a roupa de academia, só entram em ação na hora de suar a camiseta! 8. Sapato de festa. Quanto mais liso e sem detalhes, melhor. E preto! 9. Sandália de festa. Douradas combinam com todo tipo de cor. PEÇA BÔNUS: Ankle boot, para as festas informais e descoladas. Aberta para o verão, estilo gladiadora, e fechada para o inverno.

     

    Peças para looks de ocasiões:

    1. Pretinho básico. Precisamos comentar? 2. Longo preto. Se quiser variar, um azul marinho. É bom ter um longo no armário para aqueles convites um pouco em cima da hora, ou quando o seu namorado esqueceu de comentar sobre o casamento da prima dele que é no próximo fim de semana. Tá lá, é seu, sem correrias nas lojas. 3. Saia longa + regata ou top. Essa combinação é a verdadeira revolução nos guarda-roupas. Você pode ter uma saia longa preta, por exemplo, e dois ou três tops de festa, com brilhos, tecido trabalhado, e ir variando nas festas. Pode finalizar com cinto ou faixa. Você não vai repetir roupa, e é um look que dá pra mandar fazer, ir na loja escolher tecido. Adooro. 4. Bolsa pequena, para documento, maquiagem… A preta combina com tudo. 5. Scarpin, liso, pra combinar com os looks. 6. Sandália. Também de cor neutra pra ir com tudo.

     

    À beira mar:

    1. Biquini / maiô. No mínimo dois! 2. Saída de praia. Pode ser canga ou vestido leve. 3. Óculos. E que proteja direitinho. 4. Bolsa daquelas que levanta o astral, que orna seu espaço na areia. Adooro. 5. Chinelinho. Leva você direto para a sombra e a água fresca. 6. Chapéu. Cuide não só da sua saúde, mas do seu cabelo também.

     

    É isso, gentem! Eu fiz lista até para a academia, roupas íntimas e meias! Mas são muito particulares. Tem quem só malhe de calça larga, outras só de short… Na verdade, tem gente que se vira com bem menos do que esses itens. O que eu tentei foi visualizar o que seria o guarda-roupa-base ideal, o ponto de partida para imprimir um estilo, pouco a pouco.

    Espero que tenham gostado.

     

    Fotos: Reprodução de Hering, Zara e Victoria’s Secret | Composição e texto: Juciéli Botton para Casa Baunilha

     

    RECUPERAÇÃO DE COMENTÁRIOS SOBRE O POST:

  • Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Andrea Marques para o verão de 2013

     

    Achei fofa, feminina e alegre a coleção da Andrea Marques para o verão de 2013, lançada no Rio. Ela combinou estampados com blocos de cores e recortes diferentes. Atenção especial para as golas tipo camisa ou com laçarote. O corte das peças de cima não deixa os ombros muito à mostra.

  • Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Misture que eu gosto

     

    Ou você ama, ou odeia, e a reação é instantânea. Comigo foi assim, bati o olho na coleção da Anna Sui e amei a maneira como ela trabalhou sobreposições. As peças, sozinhas, já são muito bonitas. E a combinação delas teve saldo positivo. Vestidos e regatinhas leves sob casacos mais encorpados, camisas estampadas e acabamento com legging meia perna.

  • Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Ausländer verão 2013

    A coleção da marca Ausländer para o verão 2012/2013 está, simplesmente, linda. Eu adorei as combinações de lisos e estampas, das peças, dos acessórios, das cores. Ou seja, tudo. Aqui segue uma seleção do que achei mais interessante.

     

    Tudo bem ajustado, marcando a cintura, que é alta, e candy colors, que nada mais é do que tons pasteis. O que me chamou atenção nesta coleção, que eu adorei, foi a dupla cinto dourado metalizado + colar de pedras. Somente isso e nada mais. 1. Visual super sofisticado com branco e dourado e, de repente, uma estampa de super-heróis! Adoro. 2. Camisa com espinhas de peixe douradas. 3. Floralzão pastelão.

     

    4. Candy colors para os homens também. Barra da calça dobrada e camiseta soltinha. 5. Reluz como ouro: short por baixo do vestido transparente. 6. Floralzão na parte de baixo e blusa branca, lisa, com gola preta. 7. Adorei o efeito de dobradura. 8 e 9. Preto e ouro, pra noite, não falham. O plissado da saia, embora traga um conceito retrô, deixou tudo mais descolado, combinando com o recorte jovem do corpete de couro.

     

    10. Na parte de cima, aquela seriedade do preto, quebrada pela bermuda floral. 11. Linda a transparência do preto sobre o estampado. 12. Neste modelo o floral ficou um pouco mais formal, pois está delimitado por peças pretas e de alfaiataria. 13. União perfeita de estampas. Mas na vida real eu trocaria a calça por uma preta lisa e manteria a combinação de cima.

     

    Além das peças fabulosas, os detalhes reforçaram a mensagem com a maior sintonia. Óculos redondos quase ninguém usa, o império é dos quadradões que cobrem boa parte do rosto. E não é que ficaram bacanas no conjunto? Topetão no cabelo escovado e com leve ondulado. Colares com pedras e sapato peep toe que replicava o metalizado dos cintos.

     

    O desfile aconteceu no Rio, em maio, com direção criativa de Ricardo Bräutigam.

    Vou te passar meu endereço, Ricardo. Manda pra mim!

     

    Fotos: Reprodução de FFW | Texto: Juciéli Botton para Casa Baunilha

  • DECORAÇÃO,  DIY,  Espelho Meu,  Guarda-roupa,  Vida e Carreira

    Biju feita com dobradura

     

    O máximo dos máximos: biju feita com dobradura de papel que encontrei no blog How About Orange. Escolha a cor do papel e corte quadrados (para o colar da foto, foram usados sete), dobre cada um em estilo sanfona e, depois, dobre ao meio, colando as abas do centro para criar um leque. Depois é só colar um leque no outro.

    Você pode usar um colar antigo, que não estava mais usando, ou comprar a corrente e o fecho e montar as peças.