• Morro Reuter,  Por aí,  Rio Grande do Sul,  Serra Gaúcha

    O planeta singular da Anelise Bredow

    A Anelise Bredow é uma dos vários artistas que se estabeleceram na cidade de Morro Reuter, na serra gaúcha, e que integra o Caminho das Artes da região, com vários ateliês que podem e devem ser visitados. Em breve, farei um guia do que fazer na cidade pois não é pouca coisa, não.

     

     

    As peças da Anelise carregam um estilo bem próprio. Singular é a palavra. Quando criança, Anelise era fascinada pelas pequenas pecinhas que existiam dentro dos aparelhos de rádio e TV que o pai consertava. Tinham formas estranhas e eram coloridas. A partir daí, um mundo de experimentações se abriu diante dela e então surgiu essa linguagem interessante com seres de formas e cores bem características de sua assinatura.

     

    Adoro os enfeites com palavras. Perfeitos para pendurar no puxador do guarda-roupa, na fechadura da porta e como presentes também. 

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Ideias mil

    Plantas bem-humoradas

    E falando em trazer bom humor para a rotina, é hora de conhecer os vasos de bem com a vida da ceramista Stella Baggott. Com formas delicadas, incomuns, e cores suaves, que vão bem com todo tipo de décor, arrancam um sorriso da gente e uma vontade de cultivar um verdinho em casa.

     

    DSC_0239

     

    DSC_0238

    De olhos fechados.

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Ideias mil

    Beleza põe mesa

    Não sei vocês, mas eu sou apaixonada por objetos de louça. E quando se trata de utensílios para servir uma mesa bem linda, dá uma tristeza de tanta opção que existe. Muito bonitos estes 3 conjuntos, separados por cores. Tem até pratos de formatos diferentes nas bordas, com recortes de pontas e arabescos arredondados. Loucura total.

     

    Imagem29b

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Ideias mil,  sala / estar

    Sala boa de estar

    O aconchego lembra uma casa de campo, ou até mesmo de praia, com tempo nublado, aquele ventinho frio… Fotos de The Design Files.

     

    Uma graça os vitrais da janela e da porta. Acrescentam um colorido para a sala, que tem predomínio do cinza nos sofás e tapete sóbrio também.

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Ideias mil

    Pelo direito de existir da louça kitsch

     

    Desenvolvi uma paixão por objetos de louça sem precedentes. E para melhorar, quanto mais brega eles forem, melhor. Vai entender… coisas do ser humano. Na verdade, eu acho que sei exatamente quando essa estranha atração – fatal – começou. Foi na praia, há uns dois anos mais ou menos, minha mãe e eu estávamos em uma loja daquelas de bibelôs decorativos de estilo praiano, desde aqueles peixes de cerâmica para pendurar na parede até os souvenires feitos com conchinhas. De repente, em uma prateleira, o destino me colocou frente a frente com uma concha, tipo a da obra Nascimento de Vênus, somente a parte de baixo dela, pouco maior do que uma mão com os dedos bem abertos, de louça com esmaltação em tons terrosos e esverdeados. Talvez tivesse nascido para petisqueira. Fiquei olhando aquela concha reluzente e pensei: essas peças tem seu brilho e história próprios. Elas merecem ser contempladas, elas merecem um lar. Desde então, me engajei na causa das louças bregas, que se olharmos por uma segunda vez, nada tem de bregas, e decidi que, futuramente, quando eu tiver espaço em uma casa maior, dedicarei um canto à coleção dessas magníficas peças.

  • DECORAÇÃO,  Decorar,  Ideias mil

    Com emoção

     

    O Conjunto da Obra de hoje está expressivo. O aparador de aspecto detonado era de uma padaria e reúne alguns objetos. O pequeno retrato me parece ser obra da artista Heidi Yardley – não, eu não sou perita em pintura mas com muito esforço tentei identificar o autor naquele texto minúsculo da página. O quadro maior é chamado de Dreaming of Le Corbusier.