RECEITAS

Jantar leve com cuscuz

A caixinha de cuscuz tem espaço vitalício na minha despensa. É um quebra-galho de primeira linha quando quero fazer uma janta rápida e que seja leve.

Sou fã desta receita, também, porque posso pegar todos os legumes solitários na fruteira e dar-lhes uma razão de ser na vida. Portanto, um prato que atua em prol do desperdício zero.

Desta vez, fiz com sardinha, cenoura e couve-flor. Mas costumo variar muito os ingredientes. A penúltima receita de cuscuz que fiz, por exemplo, recebeu berinjela e lascas de parmesão. Pois é, o cuscuz é sempre inocente. Os acessórios é que podem ter segundas intenções. Só depende de você. Ou do dia. Ou das emoções.

 

Modo de preparo para duas pessoas:

  • Numa tijela, coloque 1 xícara e meia (de chá) de água fervida em 1 xícara (de chá) de cuscuz. Adicione uma pitada de sal e um fio de azeite de oliva extravirgem. Misture, tampe (eu uso uma tampa de panela mesmo) e reserve.
  • Após cinco minutos, mexa bem, soltando os grãos para que não vire um bloco.

Você pode usar esses cinco minutos para preparar os outros ingredientes:

  • Refoge um dente de alho picado e uma cebola pequena picada, dessas para se fazer conserva – o sabor é mais suave.
  • Adicione a sardinha enlatada – sem o óleo – e vá desmanchando em pedacinhos com a própria colher e misturando no refogado. Adicione a cenoura e a couve-flor cozidas e picadas. Ajuste o sal – lembrando que a sardinha já possui. Quando começa a grudar no fundo da panela, acrescento um pouco de vinho branco para desgrudar e terminar de incorporar tudo.
  • Despeje sobre o cuscuz soltinho e misture bem. Regue com um fio de azeite de oliva extravirgem, ajuste o sal e acrescente outros temperos de que gosta. Adoro noz moscada e pimenta-do-reino, ralada e moída na hora, respectivamente. Ainda espremi uma metade de um limão caipira e coloquei cebolinha picada para finalizar.

 

Hoje começou a primavera e este prato, junto com a tapioca aberta e o guacamole, é uma opção de janta no meu cardápio para os tempos calorosos que estão por vir.

Tu também tens um ingrediente coringa na cozinha para preparar pratos rápidos e leves? Conta aí.

Fotos e texto de minha autoria, Juciéli Botton, para a Casa Baunilha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *