• Florianópolis,  Por aí,  Santa Catarina

    Praia Daniela sob o sol | Floripa

    Este é o post solar sobre a praia Daniela, que fica em Florianópolis, Santa Catarina. Se você não viu o post “sob a sombra”, clique aqui para conferir. O dia estava nublado enquanto eu percorria aquele pedaço da praia que vemos lá adiante nesta foto, depois da guarita do salva-vidas. Chegando nesta outra ponta, o sol já começava a dar as caras. Mas só eu, o meu marido, aquele cara e o cachorro dele vimos.

     

     

     

    Eu particularmente adoro praias que compõem a vista com montanhas. E acho que o clima fica completamente diferente das praias com água até o horizonte sem fim, mas não que isso seja melhor. As praias com água até o horizonte sem fim são muito mais interrogativas. É tudo sobre a sua vida. O que você fez, o que não devia ter feito. Cada onda vem de muito longe trazendo uma verdade. A nós, cabe nos mantermos ocupados, tirando areia do picolé das crianças para não percebermos.

    Já a praia que nos oferece uma montanha bem em frente nos lembra sempre do momento presente. Ela nos lembra a todo instante de que estamos ali. Teu olho percorre as águas, chega na montanha e ela te devolve: “me diga você”.

  • Florianópolis,  Por aí,  Santa Catarina

    Praia Daniela sob a sombra | Floripa

    Se eu consegui escrever um texto sobre a poesia visual e a beleza do mar chocolate das praias do sul (leia aqui), nada, mas nada mesmo me impediria de registrar as impressões sobre uma praia quase sem ninguém em dia nublado na ilha de Florianópolis.

    Em maio deste ano, a Praia Daniela estava no meu roteiro e, nele, também faria sol, o mar estaria calmo e a água de coco e o milho verde seriam liberados. Mas sabe como é a criação de um roteiro, tem sempre um cara acima de você barrando as coisas, o produtor.

     

     

    Eu sempre registro essa vista de quase chegada a uma praia. Adoro a moldura que as plantas fazem e a paisagem que se revela aos poucos. As várias camadas dos morros em frente, após o mar, sob a névoa, deixam a cena mais dramática ainda –  e mais bonita. Meu longa não tinha verba pra dia de sol e open bar de água de coco mas tinha para aroma de chá nesta pequena trilha que dá acesso à Daniela. Nesta praia, o verde nativo que habita as areias da beira mar foi preservado. É preciso estacionar na rua que antecede o mato e acessar a praia por essas trilhas. Esta que o destino nos ofereceu tinha um cheiro de chá muito forte. Uma mistura deles. A verdade é que eu levei um tempo até chegar na praia porque o cheiro estava incrível. Todo mundo diz que eu tenho um super nariz, mas a verdade é que as pessoas esquecem de respirar às vezes.

  • Florianópolis,  Por aí,  Santa Catarina

    Palácio Cruz e Souza em Floripa

    Uma das coisas mais lindas que você pode ver na Ilha da Magia não requer banho de protetor solar e nem vai te encher de areia. O Palácio Cruz e Souza é uma das belezas arquitetônicas, decorativas e históricas da ilha, de uma riqueza de detalhes e materiais inacreditável, que conta a trajetória da ocupação de Florianópolis. É aquela espécie de lugar que quem gosta de antiguidade fica de boca aberta do instante que entra até a saída.

     

     

    Eu já fiquei boquiaberta com a obrigatoriedade do uso destas pantufas para não estragarmos o piso. Lamentei não ter isso em outros tantos lugares que já visitei.

     

    O piso em madeira, com quase duzentos anos de vida, foi criado com a técnica da marchetaria que consiste em formar, por meio de materiais de colorações diferentes, desenhos belíssimos como estes.

  • Florianópolis,  Por aí,  Santa Catarina

    Onde comer em Floripa

    Em maio passado fui à Ilha da Magia fazer um tour de reconhecimento do território. Registrei muito da arquitetura e decoração históricas, pois a ilha guarda essa herança açoriana, e que, claro, quero dividir tudo com vocês. Mas comida é um negócio que mexe com a gente, não é mesmo? E nada mais correto e até ético da minha parte do que começar por ela. Então, aqui vai a lista de alguns lugares e suas delícias (e tem de tudo, de ostra ao melhor alfajor da face da Terra), que talvez possa ser útil pra você numa próxima viagem a Florianópolis.

     

    PASTEL DE CAMARÃO

    Box 32 do Mercado Público | Centro

    Olha essa. Peguei a dica de onde comer o melhor pastel de camarão de Floripa em uma postagem de 2012 de um blog. Arriscado, não? Mas e não é que ele continua sendo?! Quer dizer, eu não tenho como afirmar que ele é o melhor da cidade mas é, certamente, o melhor que eu já comi. Nunca vi tanto camarão junto em um pastel e, ainda por cima, graúdos. Tenho provas visuais:

     

    Eu acho muito mais clima comer na área central do Mercado, que é aberta para a rua. Mas, se preferir, tem Box 32 na parte interna dele também. Espaço bem charmoso, por sinal. Esse pastel farto, de R$14, foi o nosso almoço assim que pisamos na ilha. Adoro conhecer o mercado público assim que chego em um lugar. É sempre o melhor ponto de partida.